O que todo mundo deveria saber sobre o pagamento mínimo na fatura do cartão

Submitted by Equipo Comparabien on dom, 06/30/2019 - 18:39
Quando a fatura do seu cartão chega, você vê o pagamento total, mas também vai encontrar ali um outro valor chamado “mínimo”, nas dicas de hoje você quando usar ou não essa segunda opção de pagamento.
 cartão de crédito

A dinâmica dos cartões de crédito pode ser confusa se não nos informamos bem antes de sair comprando, e um dos pontos que mais confunde as pessoas é o tal do pagamento mínimo. Em todas as faturas de cartão, até mesmo as dos bancos digitais, encontramos a opção de pagamento mínimo e na hora de pagar há a “facilidade” de pagar qualquer valor entre o mínimo e o total. Em outras palavras a mensagem é “não deixe de pagar mesmo que seja só um pouco”.

Mas, será que vale a pena? Se o mínimo é um valor bem menor que o total, porque não pagar só o mínimo todo mês e assim ficar com mais dinheiro no bolso? A seguir veja o que importante saber antes de optar por esse pagamento:

1. É uma opção valida quando você realmente não tem o dinheiro necessário para o pagamento total
Em resumo, esse pagamento está lá para evitar os juros por atraso de pagamento, que são absurdos e podem te levar por um caminho sem volta. Mas não pense que fica tudo lindo quando o pagamento mínimo é realizado, porque esta opção também possui juros, um pouco menos que os por atraso, mas ainda são altos. Só use o pagamento mínimo se você tiver certeza que na próxima fatura poderá fazer o pagamento total.

2. Você vai demorar mais para se livrar das dívidas
Como o nome sugere, “mínimo” quer dizer que você está pagando somente a menor parte da sua dívida que corresponde a comissões, juros, taxas administrativas e uma pequena parte do valor da compra. Consequentemente, vai demorar mais para terminar de pagar.

3. Não é um bom histórico para o cliente
Principalmente para os bancos digitais, quando você paga sempre somente o mínimo dá claros indícios de problemas financeiros, o que fará com que um aumento de limite não ocorra, já que há grandes probabilidades de você se tornar um inadimplente.

4. Vivendo para pagar juros
Tenha sempre em mente que quando se trata de cartão de crédito, quanto mais tempo você demorar para pagar os juros vão aumentando na mesma proporção. Então, aquela promoção maravilhosa, em 10 vezes sem juros no cartão pode acabar se tornando 5 vezes mais cara só por causa dos juros.

Nosso conselho é que você use o pagamento mínimo somente numa emergência, não como hábito. Se o problema financeiro for muito grave, entre em contato com a central do seu cartão e tente bloquear o uso do mesmo e refinanciar o saldo em parcelas que caibam no seu bolso.

Johanna Bernuy – Jornalista e blogueira
Traduzido e adaptado por Aline Piologro

Comentários