Como calcular o salário por dias trabalhados?

Enviado em sex, 01/22/2021 - 18:48
Como calcular o salário por dias trabalhados?

Para calcular o salário por dias trabalhados é só dividir o valor do salário mensal pelo número de dias do mês em questão e multiplicar esse valor pelos dias que foram trabalhados. O resultado é o salário proporcional. 

O que vale na conta são os dias corridos. Por exemplo, se você trabalhou do dia 1 ao dia 16, tem direito a 16 dias de salário, mesmo que haja dois finais de semana não trabalhados no meio. 

Para saber quanto você ganha por dia, de maneira genérica, você pode usar o mês comercial, de 30 dias. Se seu salário é de R$ 3.000, por exemplo, você ganha R$ 100 por dia (3.000/30). Para calcular sua hora trabalhada, divida o valor total do salário por 220.  

Como calcular desconto de salário?

O cálculo do quanto será descontado do salário depende do valor que o trabalhador recebe. Os dois principais descontos são a contribuição do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e o IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte). 

Em janeiro de 2021, foi atualizada a tabela de contribuição do INSS. Os valores descontados variam de acordo com o salário. O trabalhador que recebe até um salário mínimo, de R$ 1.100,01 tem desconto de 7,5%. Na faixa salarial de R$ 1.100,01 até R$ 2.203,48, a alíquota é de 9%; de R$ 2.203,49 até R$ 3.305,22, 12%; e de R$ 3.305,23 até R$ 6.433,57, 14%. Quem recebe acima de R$ 6.433,57 paga R$ 751,99. 

A alíquota é progressiva, ou seja, cada “pedaço” do salário tem o desconto correspondente àquela faixa salarial. Por exemplo, se a pessoa ganha R$ 1.600, vai incidir 7,5% sobre R$ 1.100, 01 e R$ 9% sobre R$ 499,99.

Já a tabela do imposto de renda não é atualizada desde 2015. Quem ganha até R$ 1.903,98 é isento. A partir desse valor, a alíquota varia. Para o trabalhador que tem salário de R$1.903,99 a R$2.826,65, o imposto é de 7,5%; de R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05, 15%; de R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68, 22,5%; e a partir daí, 27,5%. 

Qual o salário líquido?

O salário líquido é o valor que o trabalhador realmente recebe no dia do pagamento e ele é calculado depois que são subtraídos todos os descontos do salário bruto. 

Obrigatoriamente, são descontados o Imposto de Renda e a contribuição do INSS, mas também pode haver subtração de outros benefícios oferecidos pelo empregador, como vale-transporte, vale-refeição e plano de saúde, de acordo com o que foi combinado no contrato de trabalho. 

Como calcular o salário proporcional?

Para calcular o salário proporcional, você deve dividir o valor do salário bruto pelo número de dias do mês

De maneira geral, você pode usar o mês comercial, de 30 dias, mas se você quiser calcular o salário proporcional de algum mês específico (quando sai ou entra na empresa no meio do mês), é preciso levar em conta a quantidade de dias que aquele mês tem. 

Como fazer cálculo de salário mensal?

Para calcular seu salário mensal, você deve levar em conta os descontos do INSS, IR e benefícios, como vale-alimentação e vale-transporte. Esses valores devem ser debitados do que é recebido com as horas trabalhadas. 

Caso tenha feito hora-extra em dias de semana, elas têm acréscimo de 50% sobre o valor da sua hora. Aos sábados e domingos, o acréscimo é de 100%. 

O que eu recebo com 1 mês de trabalho? Com 1 mês de trabalho, você recebe apenas seu salário. Dependendo da data em que foi contratado, esse primeiro salário vem proporcional aos dias trabalhados. É bastante comum que, no primeiro mês, o trabalhador não receba o adiantamento, mesmo que a empresa divida o salário em duas datas.   

Caso você se desligue da empresa com um mês de trabalho, você provavelmente ainda estaria no período de experiência, que pode durar até 90 dias. Se for demitido durante o período de experiência, o funcionário recebe salário, 13º e férias proporcionais, as guias para sacar o FGTS e a multa de 40%, além da metade do valor que seria pago da demissão até o término do contrato. Caso o empregado decida sair durante a experiência, ele terá de indenizar a empresa com o valor máximo equivalente à metade do que receberia até o fim do contrato.    

O que a pessoa tem direito a receber quando é demitida?

Quando o funcionário é demitido, ele tem direito a receber férias (salário acrescido de seu um terço) vencidas, se tiver, férias e do 13º proporcionais aos meses trabalhados depois de ter recebido esses benefícios pela última vez, além do salário referente aos dias trabalhados. 

Se a demissão não for por justa causa, ele também recebe uma multa no valor de 40% do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) depositado pelo empregador durante todo o período que trabalhou na empresa e, caso não tenha optado pelo saque-aniversário, pode sacar o FGTS. 

O trabalhador ainda tem direito ao aviso prévio, período de 30 dias em que ele está ciente que será dispensado. A empresa pode definir que o funcionário trabalhe esses dias ou indenizá-lo, pagando um mês de salário e os proporcionais.

Você gostou deste conteúdo?

Subscreva a nossa newsletter para receber aconselhamento financeiro todos os meses.