Guia para Financiamentos Imobiliários

Comprar uma casa ou apartamento é um passo que deve ser dado com segurança. Aqui você encontra dicas para tomar a melhor decisão na hora de investir num imóvel próprio.

Tipos de Créditos Imobiliários

SAC

É o Sistema de Amortização Constante onde o valor das prestações é decrescente, as amortizações (os pagamentos mensais) são constantes e os juros são decrescentes. A vantagem é que as prestações caem continuamente e, ao final, os juros são menores. Porém, a desvantagem é que o valor das prestações varia todos os meses e as contas iniciais costumam ficar acima das cobradas na Tabela Price.

Tabela Price (TP)

Nesse sistema, o valor total das prestações é constante, as amortizações são crescentes e os juros decrescentes. A vantagem é que o valor das prestações será sempre o mesmo até o final, mas a desvantagem é que o saldo devedor diminui mais lentamente.

Tipos de Seguros

O Banco Central do Brasil determina que haja obrigatoriamente uma apólice de seguro em todos os contratos de financiamento imobiliário. Confira aqui as opções!

Seguro de Morte e Invalidez Permanente (MIP)

É um tipo de seguro que garante a cobertura do saldo devedor, a qualquer momento do contrato, porém depende da composição de renda que constar no mesmo, ou seja, se existe outro participante no contrato de financiamento o seguro cobrirá parte do saldo devedor.

Seguro de Danos Físicos do Imóvel (DIF)

Tem como finalidade repor as condições de habitação do imóvel decorrentes de acidentes, como incêndios, inundações, vendavais.

Atenção: em ambos os casos, é importante ler muito bem o contrato para estar a par da cobertura e exigências do seguro.

Custo Efetivo Total (CET)

Corresponde à soma de todos os encargos e despesas das operações de crédito. O CET é um fator de comparação: quando o usuário conhece o valor ou percentual, pode escolher a instituição financeira que mais lhe convém.