Sorte no Amor e nas Finanças

Enviado em qui, 05/28/2015 - 16:02
É possivel administrar finanças a dois? Pode parecer que não, mas falar de dinheiro nem sempre é uma tarefa fácil para alguns casais. Nesse post Johanna Bernuy dá dicas de como lidar com o assunto em cada fase da relação.
Sorte no Amor e nas Finanças

Dentro de alguns relacionamentos falar do assunto finanças, dinheiro, pode ser sinônimo de briga, muito mais se o casal não chega a um acordo, nem tem o mesmo ponto de vista sobre dinheiro. Qual é o melhor momento para falar sobre finanças para casais? É um assunto que pode ser discutido desde os primeiros meses de namoro ou mesmo depois de muitos anos de casados, mas claro, em níveis diferentes. a. A pouco tempo comprometidos: Ainda não é o momento de se envolver muito nas finanças um do outro, mas já podem fazer acordos para dividir os gastos dos encontros e elaborar planos que tornem a colaboração interessante para os dois. Um vez ao mês, por exemplo, um dos dois pode ser o responsável por pagar os gastos de uma saída de vocês. Essa história de que o homem tem que pagar tudo, já era! b. Relação séria: - Se já tem data para o casamento devem começar a pensar nos gastos que dar esse passo vai gerar. Pensem juntos e definam quanto cada um pode investir. - Abrir uma poupança conjunta pode ser um passo importante, assim os dois podem ir depositando um percentual do salário mensalmente. - Também podem poupar pensando na casa própria ou mesmo num financiamento. Vocês podem economizar e juntar o valor da entrada de um apartamento, ou mesmo tentar juntar para comprar a vista. Se o seu relacionamento já chegou nesse nível pode ser que queira dar uma olhadinha no comparador de financiamentos imobiliários do Comparabem para saber qual é a melhor e mais econômica opção pra vocês. c. Relação firme e estável: - Com base no salário de cada um determinem qual será a participação individual na economia doméstica. Abram uma conta conjunta, assim cada um deposita a sua parte. - Ter um planejamento é essencial. Marquem todos os gastos especifiquem quem é o responsável por administrar cada um deles. É importante ter uma visão clara dos gastos mensais. - Se já começaram a pensar em comprar um carro ou trocar de carro, façam as contas para garantir que será possível pagar as prestações. Não comprem nada sem que os dois estejam de acordo. - Tenham um dia fixo para fazer o planejamento mensal, sem isso alguém vai acabar sobrecarregado. Finanças e relacionamento são temas totalmente compatíveis, com maturidade e dedicação é possível alcançar grandes resultados. Por Johanna Bernuy | Jornalista e Blogger Twitter: @jovi272 Pode ser que você também goste de ler:

Você gostou deste conteúdo?

Subscreva a nossa newsletter para receber aconselhamento financeiro todos os meses.