Quanto dinheiro é necessário juntar para viver de renda?

Enviado em sex, 10/22/2021 - 15:39
Quanto dinheiro é necessário juntar para viver de renda?

Para viver de renda, você precisa ter dinheiro suficiente para se sustentar apenas com o retorno dos investimentos. E isso varia de acordo com, pelo menos, 2 fatores: quanto você precisa para viver e como você vai investir seu dinheiro.

Atualmente a poupança, que é segura, mas tem baixa rentabilidade, rende 70% da taxa Selic por mês, mais a Taxa Referencial (TR), que atualmente é 0%. Essa regra vale para quando os juros básicos da economia estão abaixo de 8,5% ao ano. Em setembro de 2021, a taxa Selic foi fixada em 6,35% ao ano pelo Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central). Com isso, o rendimento atual da poupança é de 4,37% ao ano, o que equivale a 0,36% ao mês. Isso significa que para ter um rendimento de R$ 1,1 mil por mês, ou um salário mínimo, você precisa ter R$ 306 mil guardados na poupança. 

Mas para continuar vivendo de renda, é preciso estar atento à inflação. Atualmente, o dinheiro que é deixado na poupança perde seu valor e, ao fim de cada ano, vai diminuindo o poder de compra.  

Qual porcentagem do salário deve ser guardada?

O ideal é guardar de 10% a 30% do salário para seu eu do futuro. Esse valor será para garantir uma aposentadoria tranquila e também para evitar endividamento caso algum imprevisto aconteça. 

O primeiro passo para quem quer ter independência financeira é fazer uma reserva que equivalha a de 6 meses (para quem é CLT) a 24 meses (para quem é autônomo) o valor de suas despesas essenciais. As despesas essenciais são aquelas que garantem sua sobrevivência sem luxos, mas com dignidade: alimentação, moradia, transporte e algum lazer também.  

Quanto guardar do salário Me poupe?

De acordo com o site Me Poupe, de Nathalia Arcuri, o aconselhável é guardar 30% do salário todos os meses, sendo 10% para a aposentadoria e 20% para os objetivos de médio e longo prazo, ou seja, aqueles para daqui a mais de 2 anos. 

Essa "receita" ainda indica comprometer só 55% dos ganhos com o que é essencial, além de 5% com educação, incluindo livros, cursos de atualização e workshops, por exemplo, e 10% para o que quiser. 

Quanto devo separar do meu salário para lazer?

Existem diferentes teorias de quanto cada pessoa deve dedicar de sua renda para o lazer, mas a maioria concorda que pelo menos 10% do salário pode ir para a diversão todo mês. Isso porque o ser humano é muito imediatista e pensar apenas em poupar tende a ser uma estratégia fracassada, já que deixar todo o lazer para o eu do futuro é muito difícil.  

Como investir 100 reais e ter retorno rápido?

Para ter retorno rápido, é preciso conhecer o mercado muito bem. Só consegue bons investimentos quem aprende quais os riscos envolvidos e as possibilidades de ganho que cada investimento pode proporcionar. Também é importante conseguir enxergar as tendências do mercado. 

Como investir com 1 milhão de reais?

A regra básica para ser bem sucedido nos investimentos é diversificar a carteira. A frase “não colocar todos os ovos na mesma cesta” já virou clichê, mas é muito válida quando o assunto é investimentos. O ideal é investir um pouco em cada tipo de ativo, tanto de renda fixa como variável. 

Outra dica é pensar em investimentos de curto, médio e longo prazo. Assim, mesmo que haja grandes alterações no mercado, haverá tempo para se recuperar.  

Quanto custa o viver de renda?

O custo de viver de renda vai depender do seu estilo de vida. Quanto mais você pretende gastar ao mês, mais terá de ter investido. Por exemplo, se sua meta é ter um ganho de R$ 10 mil ao mês, é preciso ter investido R$ 2 milhões em uma carteira que renda 0,5% ao mês. 

A rentabilidade também é chave importante nessa conta. Não dá para deixar todo o dinheiro na poupança, que rende menos que a inflação atualmente, pois, aos poucos, ele vai sendo desvalorizado. 

Quanto preciso investir por mês para ter 1 milhão?

O investimento necessário para ter R$ 1 milhão depende de 2 principais fatores: o tempo que você tem para guardar o dinheiro e como será feito o investimento. Quanto mais tempo você tiver, menor será o valor depositado mês a mês porque você pode se beneficiar dos juros compostos, quando há incidência de juros sobre juros. 

Quanto rende 1 milhão na bolsa de valores?

O rendimento da Bolsa de Valores varia muito e, por isso, é aconselhável pesquisar muito bem ou contratar alguém que entenda do assunto antes de fazer seus investimentos nessa modalidade. Investindo nas ações certas, o dinheiro pode se multiplicar em alguns anos. Mas é sempre bom lembrar que Bolsa de Valores é um investimento a longo prazo e para quem tem sangue frio. 

Você gostou deste conteúdo?

Subscreva a nossa newsletter para receber aconselhamento financeiro todos os meses.