Guia de Financiamento de Automóveis

Pensando em financiar o seu primeiro carro? Ou quer trocar o seu por um modelo mais novo? Seja qual for o seu motivo para optar pelo financiamento você vai precisar saber mais sobre esse tipo de crédito antes de solicitar, por isso nós preparamos esse guia para te ajudar. Leia atentamente cada ponto e aprenda a escolher bem.

Antes de solicitar um financiamento você precisa saber que como em qualquer tipo de crédito você será avaliado, e isso quer dizer que não terá aprovação se houver qualquer tipo de restrição no seu nome.

Tipo de Auto

Uma das primeiras coisas que você precisa decidir é se vai financiar um auto zero ou seminovo.

Zero – é o veículo novo. Aquele que saiu da montadora e vai direto para as mãos do primeiro dono. Esse tipo de automóveis costuma ser mais caro, mas também são oferecidos componentes que não teria num modelo seminovo.

Seminovo – é o também chamado usado. Nesse caso é importante conhecer de carros antes de fechar a compra já que alguns detalhes sobre o uso podem influenciar na sua satisfação com o que está comprando.

Valor do Auto

O valor do carro que você pretende comprar vai impactar no seu financiamento. Além disso, a maioria dos bancos e financeiras permitem que você opte por financiamento total ou parcial.

Entrada

Com – A maioria dos bancos e financeiras exige como mínimo 20% de entrada, e quando o usuário tem condições de pagar mais sai ganhando na taxa de juros e número de parcelas.

Sem – É o contrário direto da opção com entrada, ou seja, se você opta por financiar sem entrada terá que enfrentar um período longo e juros mais altos. Fique atento porque não são todos os bancos e financeiras que oferecem essa opção.

Prazo

De maneira geral o prazo para pagamento estará vinculado com a sua capacidade de pagamento tanto na entrada como no valor das parcelas e por sua vez quanto mais longo seja o parcelamento mais altos serão os juros.

Renda Mensal

No Brasil uma pessoa não pode comprometer mais que 30% da sua renda com créditos de qualquer natureza, além disso, os bancos e financeiras adotam parâmetros salariais antes de conceder um crédito.

Modalidade de Financiamento

Atualmente existem duas modalidades:

Crédito Direto ao Consumidor (CDC) – nessa modalidade os valores financiados e as prestações são negociados de acordo com o salário do comprador. As pessoas podem entrar em contato direto com os bancos, informando-se com um gerente como podem ser feitos os financiamentos.

Através do CDC, o consumidor realiza um empréstimo em um banco para comprar o carro. O veículo fica de posse do comprador, mas não pode ser negociado (está alienado ao banco) até que sejam pagas todas as prestações.

Nesse tipo de financiamento, o comprador pode negociar as taxas de juros que serão pagas. Elas são fixadas no início do contrato e não sofrem alterações durante o pagamento das prestações.

Leasing – nessa modalidade, uma empresa de leasing (um banco que trabalha com este tipo de serviço) compra o carro e aluga o veículo ao consumidor.

Dessa maneira, o cliente paga pelo aluguel do carro, que fica no nome da empresa de leasing até o término das prestações, quando o consumidor passa a ser o dono do carro, sem acréscimos de prestações.

O contato com esses bancos pode ser feito sem intermediação da loja vendedora de veículos.

Isso possibilita uma negociação direta em relação às taxas de juros, que são fixadas no início do contrato e não sofrem alterações ao longo do período de pagamento.