O que realmente importa?

Submitted by Maico Sullivan on seg, 05/19/2014 - 13:44
Fazer um planejamento financeiro é importante, porém entender seu objetivo é muito mais. Nesse texto você entenderá um pouco mais sobre o tema.

Em uma época em que ter é mais importante que ser, onde as pessoas são avaliadas pelas suas posses e não pelo caráter em si, vem a pergunta de reflexão hoje: o que realmente importa? Inúmeras pessoas estão buscando conquistar cada vez mais bens, patrimônios e riquezas, sem se preocupar com o legado que estão deixando para as futuras gerações. Me pergunto se isso é realmente o que importa?

Economizar acima de tudo

No que tange o planejamento financeiro, vejo que estamos lidando com a filosofia errada, focando no acumulo de riquezas e não na qualidade de vida. Qual o ganho que você tem ao deixar de ir ao cinema com seu filho, para guardar 50 reais na poupança? Qual o ganho em economizar mais 50 para não levar sua esposa para comer um lanche? E qual o ganho em deixar de tomar uma cerveja com os amigos para economizar mais 50 reais?

Evitando 3 experiências você acaba de economizar 150 reais. Mas o que deixou de viver por conta dos mesmos 150? Há 1 ano atrás eu diria que, 150 reais por mês seriam 1800 reais economizados no ano. Isso sem calcular nenhuma taxa de retorno sobre o montante. Mas, o que isso representa para nossas vidas? Será que a economia de 1800 reais no ano equivale às experiências não vividas?

Planejar é viver bem

Devemos encarar o planejamento financeiro por um novo prisma, olhando para este não como um meio para enriquecer, mas uma forma de viver com equidade, vivendo novas experiências a cada dia, sem prejudicar nosso futuro. Devemos começar a valorizar pessoas e não bens. Valorizar vivência e não acumulo de riquezas, pois, no fim de tudo, a vivência, experiências, convívio com amigos e familiares, mostrar-se-á nossa maior riqueza.

Maico Sullivan | Especialista em finanças
Twitter: @sullivanmaico
www.ideiasefinancas.com.br