Blog de Dicas

Estamos às portas do novo ano e a pergunta é: Será que ainda dá tempo de fazer algo para não começar o ano no vermelho? Essa é uma pergunta muito delicada porque envolve alguns pontos importantes, e estes devem ser analisados com atenção. Antes de encontrar a resposta definitiva vamos fazer outras perguntas à sua vida financeira.

Chegou a época de comprar presentes e lembrancinhas para toda a família e fica muito fácil gastar mais do que ganhamos. Porém, antes de tudo o mais importante é rever suas prioridades. Comprar presentes não deve ser mais prioritário que pagar o aluguel e também não devem ser mais importante que os gastos básicos como comida, água, luz ou mesmo, combustível para o seu carro.

Já sabemos que parte do salário sempre deve ser reservada para investimentos, quem tem um planejamento financeiro bem estruturado sabe que o mínimo de 10% do salário para investimentos é uma regra que não deve ser quebrada. O problema é quando a situação aperta e precisamos usar dessa nossa reserva para sair do sufoco.

Em tempos de alto consumo, onde produtos de qualidade e beleza estão ao alcance das mãos e dos olhos, mas nem sempre do poder aquisitivo, várias alternativas são criadas constantemente para satisfazer o consumidor.

Casa bonita, carro bonito, plasma de 60 polegadas, mas dorme no sofá da sala porque a pessoa com quem se casou não o quer no quarto. Assim poderá ser a sua vida se as prioridades estiverem confusas.

Se nos pedissem para descrever um milionário seguramente começaríamos nos referindo a suas luxuosas mansões, exaltando seus carros exclusivos e invejando seus dias de compras em lojas famosas espalhadas pelo mundo. Estamos convencidos de que é uma questão de sorte: pertencem a uma família poderosa e estável, ingressaram facilmente às mais prestigiosas escolas de negócios.

Parece que está impregnado na cultura brasileira. Não é de hoje que vejo pessoas que postergam decisões importantes por simples e pura preguiça. Quando o assunto é dinheiro a procrastinação está somada a falta de conhecimento e, algumas vezes, desinteresse.

Geralmente aprendemos a ser inteligentes em dois planos ou dimensões: racional e emocional.

Não é segredo pra ninguém que existem muitas diferenças entre os homens e nós, as mulheres. Diz-se que nós podemos fazer mais coisas ao mesmo tempo, que os homens tem mais facilidade com números e matemática, que as mulheres são mais habilidosas para aprender línguas e outras tantas comparações que corroboram a distinção entre gêneros.

O primeiro automóvel... esse é o sonho de todo brasileiro. Não sei como é em outras famílias, mas na minha é como se o primeiro carro fosse sinal de uma vida profissional bem sucedida. Eu preferi não fui nessa até ter a certeza de que não estava entrando numa roubada.