Blog de Dicas

Frequentemente encontro colegas que me pedem dicas para começar a organizar a vida financeira. Esse parece um processo simples: cortar gastos, guardar dinheiro, gastar menos que se ganha. No entanto, algumas coisas podem influenciar tal facilidade. Então, vamos elencar aqui alguns pontos que irão ser decisivos para que você atinja seus objetivos.

Como autor de quatro livros infantis de educação financeira, sou convidado para conversar com as crianças, professores ou pais sobre este tema. Quando o bate papo é com as crianças (com idade a partir dos quatro anos) algumas questões importantes me chamam a atenção. E elas não variam de acordo com a condição econômica dos alunos.

Elas querem!

O mês começou bem, parece que tudo está sob controle, e sem que você possa se preparar algo dá errado. Assim são os imprevistos, chegam sem mandar avisos e quase sempre causam um impacto duradouro. O importante nesses momentos é, além de manter a calma, elaborar um plano de ação e não se deixar levar pela desordem momentânea.

É hora de agir!

E lá se foi a primeira semana do ano. Depois de festas e muita diversão começam a aparecer as contas pra pagar. Quem usou cartões de crédito para comprar os presentes de natal vê o lado ruim das festividades: as dívidas. Além disso, temos as contas do cotidiano e aquelas de inicio de ano – as contas padrão de todo brasileiro.

Estamos às portas do novo ano e a pergunta é: Será que ainda dá tempo de fazer algo para não começar o ano no vermelho? Essa é uma pergunta muito delicada porque envolve alguns pontos importantes, e estes devem ser analisados com atenção. Antes de encontrar a resposta definitiva vamos fazer outras perguntas à sua vida financeira.

Chegou a época de comprar presentes e lembrancinhas para toda a família e fica muito fácil gastar mais do que ganhamos. Porém, antes de tudo o mais importante é rever suas prioridades. Comprar presentes não deve ser mais prioritário que pagar o aluguel e também não devem ser mais importante que os gastos básicos como comida, água, luz ou mesmo, combustível para o seu carro.

Já sabemos que parte do salário sempre deve ser reservada para investimentos, quem tem um planejamento financeiro bem estruturado sabe que o mínimo de 10% do salário para investimentos é uma regra que não deve ser quebrada. O problema é quando a situação aperta e precisamos usar dessa nossa reserva para sair do sufoco.

Em tempos de alto consumo, onde produtos de qualidade e beleza estão ao alcance das mãos e dos olhos, mas nem sempre do poder aquisitivo, várias alternativas são criadas constantemente para satisfazer o consumidor.

Casa bonita, carro bonito, plasma de 60 polegadas, mas dorme no sofá da sala porque a pessoa com quem se casou não o quer no quarto. Assim poderá ser a sua vida se as prioridades estiverem confusas.

Se nos pedissem para descrever um milionário seguramente começaríamos nos referindo a suas luxuosas mansões, exaltando seus carros exclusivos e invejando seus dias de compras em lojas famosas espalhadas pelo mundo. Estamos convencidos de que é uma questão de sorte: pertencem a uma família poderosa e estável, ingressaram facilmente às mais prestigiosas escolas de negócios.