Assuma seus Erros

Submitted by Maico Sullivan on ter, 09/10/2013 - 12:00

Com frequência encontramos pessoas que ainda colocam a culpa de seus problemas financeiros em cartões, empréstimos, bancos, empresas, governo. Parece que é uma doença geral, mas é verdade. Ao passar dos anos se criaram inúmeros “acomodados” incapazes de assumir os erros que cometem na vida, jogando as consequências de seus atos em desculpas.
Provavelmente você já deve ter ouvido falar que o problema das dívidas no cartão é por conta dos juros abusivos que os bancos cobram, ou que está devendo para várias empresas porque seus donos são parasitas capitalistas que querem tomar tudo o que o povo tem. Ou ainda que no passado o governo ajudava os mais necessitados e que agora tudo que o governo faz é criar impostos e surrupiar a renda dos mais necessitados.

Isso tudo não passa de desculpas banais usadas para fugir de uma terrível realidade: pessoas incapazes de lidar com dinheiro. Pessoas que não pensam no futuro, gastam tudo o que possuem para viver experiências momentâneas e com o passar dos tempos começam a achar culpados para a vida que levam.

Como curar esse doença social?

Só existe uma forma de acabar com tal erva daninha para que possamos plantar e colher os frutos de boas decisões; a resposta está na educação financeira. É preciso disseminar tal conhecimento para que nossa sociedade passe a se preocupar mais com o futuro e menos com o bem estar momentâneo. É preciso que deixemos de viver como crianças mimadas que necessitam de seu doce agora, e olhar para o futuro imaginando o que podemos fazer com nosso dinheiro no médio e longo prazo.

A educação financeira deve ser implantada nas escolas, nas empresas, nas faculdades, nas igrejas, nos clubes, todos os lugares,com a finalidade de criar uma consciência que saiba primeiro planejar, depois organizar e por fim avaliar o que é possível consumir sem deixar de preparar o seu “pé de meia”. É preciso pensar de forma sustentável para possa desfrutar o presente e o futuro não seja nebuloso.

---
Por Maico Sullivan, especialista em finanças | @sullivanmaico
www.ideiasefinancas.com.br

Comentários