Como planejar a reforma de um apartamento?

Enviado em qua, 11/11/2020 - 15:32
Como planejar a reforma de um apartamento?

Para planejar a reforma de um apartamento sem ter dor de cabeça deve ser feito um levantamento de tudo o que preciso ser mudado. Uma dica é usar a internet para pesquisar ideias. Às vezes, com as inspirações, você pode decidir que é possível trocar a imensa reforma com quebra-quebra por algo mais simples, como alterações na decoração ou pequenas reformas que já mudam a cara do imóvel. 

O planejamento é essencial para ter bem claro o que é necessário para executar a obra toda. Comece levantando a lista de tudo o que vai reformar. Com a ajuda do profissional especializado, defina um cronograma e, depois que as obras começarem, procure não sair do planejado para não se atrapalhar ou você corre o risco de viver em uma eterna obra. Uma dica, principalmente se você estiver morando no imóvel durante as obras, é fazer um cômodo por vez. 

O próximo passo é definir qual o orçamento disponível para fazer a reforma. É importante colocar um limite para que seus planos não sejam frustrados no meio do caminho. A pesquisa dos materiais e dos profissionais contratados é essencial para economizar. Outro cuidado a ser tomado é procurar opções mais baratas, mas sem perder a qualidade.

Lembre-se que imprevistos acontecem, então é sempre bom deixar uma margem de segurança.  

Como se programar para uma reforma?

Com o planejamento em mãos, você vai ter a previsão de custo e de tempo de execução. O mais indicado é poupar o dinheiro necessário para poder fazer os pagamentos à vista. Tanto na compra do material como na contratação de mão de obra, geralmente, é possível conseguir um bom desconto se pagar tudo de uma vez. 

Caso seja uma reforma de emergência, procure não comprometer mais do que 30% de sua receita mensal com os gastos da obra. Se necessário, é preferível fazer um empréstimo pessoal a cair nos juros do cheque especial ou do cartão de crédito.   

O que fazer primeiro na reforma do apartamento?

O primeiro a ser feito em uma reforma é o planejamento. Com o cronograma e o orçamento em mãos, é preciso verificar as permissões necessárias. 

Desde 2014, a ABTN (Associação Brasileira de Normas Técnicas) estipulou pela NBR 16280, norma técnica sobre reforma em edificações, sistema de gestão de reformas e requisitos, que para realizar uma reforma no apartamento, o condômino precisa de um projeto assinado por um engenheiro ou arquiteto. Também se deve verificar as normas do prédio quanto aos dias e horários permitidos para a realização de obras.

Com os documentos em ordem, é hora de colocar a mão na massa. Geralmente, a reforma começa pela demolição, depois vêm as instalações sob pisos e paredes, seguidas pelos acabamentos e, por último, a decoração.   

Quanto custa reforma de um apartamento?

Os custos de uma reforma variam muito de acordo com quais serão as obras, o tamanho do espaço reformado e, principalmente, o tipo de acabamento utilizado. Por isso é essencial fazer um bom planejamento. Por exemplo, há no mercado porcelanatos que custam de R$ 20 a R$ 500, o metro quadrado. Tudo vai depender do seu gosto e do seu orçamento.  

O que é preciso para começar uma reforma em um apartamento?

Antes de mais nada, comece pelo planejamento. Saber quais são as necessidades na sua reforma ajuda a antecipar o orçamento e o cronograma. Em seguida, compare o orçamento com suas finanças. 

O ideal é ter todo o dinheiro necessário para fazer a obra sem deixar nada para pagar no futuro. Se não for uma emergência, vá poupando até ter todo o valor necessário para fazer sua reforma sem preocupações. 

Quanto tempo leva a reforma de um apartamento?

Assim como o orçamento, o tempo que leva para reformar o apartamento depende muito do que será feito. Se for uma reforma simples, em apenas alguns cômodos, vai ser bem mais rápida do que se você decidir derrubar muitas paredes e refazer a parte hidráulica e elétrica toda, por exemplo. 

Para definir quanto tempo leva a reforma de um apartamento só mesmo um profissional especializado, que vai analisar seu caso específico e poder dar um prazo adequado.  

Como reformar a cozinha gastando pouco?

Para reformar a cozinha gastando pouco você deve lançar mão de soluções mais decorativas. Envelopar os armários, trocar cadeiras e banquetas ou pendurar alguns quadros já pode dar uma cara nova ao cômodo. 

Outra dica é usar materiais mais práticos, que dispensem a quebradeira. Que tal em vez de trocar todo o piso escolher uma opção que possa ser aplicada sobre o antigo? No lugar de substituir os azulejos, você pode aplicar uma tinta especial ou adesivos que vão deixá-los como novos. É só usar a criatividade.

Você gostou deste conteúdo?

Subscreva a nossa newsletter para receber aconselhamento financeiro todos os meses.