O que é o capital de giro?

Enviado em sab, 05/14/2022 - 03:22
O que é o capital de giro?

O capital de giro é a diferença entre os recursos disponíveis em caixa e a soma das despesas e contas a pagar. Tudo começa com um bom planejamento, detalhando os gastos a curto e a longo prazo e as possíveis entradas de dinheiro.

Esse montante demonstra quanto a empresa já em atividade tem disponível em seu ativo de alta liquidez – bens e direitos que podem ser convertidos rapidamente em dinheiro – para pagar suas obrigações de curto prazo como: fornecedores, impostos, salários de funcionários, etc.

Como calcular o capital de giro?

Calcular o capital de giro vai exigir que você tenha em mãos o balancete atualizado de sua empresa, ou um controle gerencial atualizado. O capital de giro é diferença entre os ativos de alta liquidez da empresa, chamados de ativo circulante, e as obrigações de curto prazo, chamadas de passivo circulante.

CAPITAL DE GIRO LÍQUIDO = ATIVO CIRCULANTE –  PASSIVO CIRCULANTE

Os itens do ativo, que são os bens e direitos da empresa, são classificados por sua liquidez, ou seja, sua capacidade em serem convertidos em dinheiro. Quando este prazo é inferior a 12 meses, ele é classificado como um ativo circulante. Neste grupo podemos classificar: 

  • Dinheiro em espécie
  • Saldo em contas bancárias
  • Aplicações Financeiras de curto prazo
  • Estoques
  • Contas a receber 

Já os passivos são as obrigações que a empresa tem com terceiros, seja ele um fornecedor, funcionário ou próprio governo. A lógica para ser classificado como um passivo circulante é a mesma: ter vencimento inferior a 12 meses. São alguns exemplos:

  • Fornecedores
  • Salários 
  • Impostos
  • Despesas: Luz, Água, Internet
  • Aluguel

Com os dados em mãos, basta deduzir o total das obrigações do total dos ativos e você terá o valor de seu capital de giro atual. 

Qual deve ser o capital de giro de uma empresa?

O capital de giro é a diferença entre os recursos disponíveis em caixa e a soma das despesas e contas a pagar. Como uma margem de segurança, é fundamental, então, que esse valor de caixa seja, 6 vezes o montante das despesas mensais da empresa.

O que é e qual a importância do capital de giro?

Capital de giro é o conjunto de valores necessários para a empresa fazer seus negócios acontecerem. Em geral de 50% a 60% do total dos ativos de uma empresa representam a fatia correspondente a este capital.

Qual a importância da administração do capital de giro para as empresas? Em resumo, o capital de giro é caracterizado pelo dinheiro disponível no caixa da empresa para que cumpra as necessidades e obrigações. Ele representa a saúde financeira da empresa, ou seja, numa situação emergencial, ela consegue se manter em pé sem prejuízos em toda sua estrutura.

Como calcular o capital de giro líquido da empresa?

O capital de giro líquido é definido pela fórmula:

Capital de giro líquido = Ativo circulante – Passivo circulante.

Assim, os ativos circulantes são tudo o que será, em até um ano, transformado em caixa.

Qual o valor do capital de giro da empresa?

O capital de giro é, antes de mais nada, uma reserva de emergência, além de ser fundamental para manter o negócio funcionando. É fundamental, então, que esse valor de caixa seja, aproximadamente, 6 vezes o montante das despesas mensais da empresa.

Quais os tipos de capital de giro?

Existem diferentes tipos de capital de giro, são eles: capital de giro líquido, negativo, próprio e associado a investimentos. Entenda cada um deles:

  • Líquido: São todos os recursos financeiros do negócio, nessa categoria não se encaixam os recursos não circulantes, já que não possuem liquidez.
  • Negativo: O capital de giro negativo ocorre quando a empresa não possui ativo circulante o suficiente para quitar todos os credores. Esse quadro pode se agravar e trazer uma crise de liquidez para a empresa.
  • Próprio: É o capital que a empresa tem disponível para ser usado, sem a necessidade de recorrer a empréstimos. 
  • Associado a investimentos: Para finalizar, temos os recursos financeiros destinados ao suprimento dos custos que a empresa terá ao realizar determinado investimento, como por exemplo, um financiamento para comprar equipamentos. 

Quanto devo guardar para o capital de giro?

O capital de giro é, antes de mais nada, uma reserva de emergência, além de ser fundamental para manter o negócio funcionando. É fundamental, então, que esse valor de caixa seja, aproximadamente, 6 vezes o montante das despesas mensais da empresa.

Você gostou deste conteúdo?

Subscreva a nossa newsletter para receber aconselhamento financeiro todos os meses.