Qual o melhor momento para comprar um imóvel?

Enviado em seg, 11/30/2020 - 18:28
Três momentos para não comprar

Os preços dos imóveis costumam acompanhar a lei da oferta e da procura, ou seja, quando há mais imóveis disponíveis para venda, o preço fica menor e quando há mais clientes interessados em comprar, o preço sobe. O ideal é esperar o momento em que a demanda pelos imóveis está menor para fazer a compra, assim você aproveita o melhor valor. 

É importante também levar em conta seu momento pessoal, principalmente se você for entrar em um financiamento longo, algo bem comum quando se adquire um imóvel. Antes de fazer a compra, questione qual é a estabilidade da sua renda para pagar a prestação. O indicado é não comprometer mais do que 30% do orçamento com os gastos com o imóvel. Lembre-se de pôr na conta o IPTU e o condomínio. 

Caso você perca essa renda, como vai fazer para pagar o empréstimo? Essa é uma pergunta que vale fazer antes de entrar em uma dívida grande. 

Outro fator a se considerar é a taxa básica de juros. Quanto mais baixa ela estiver, menor costumam ser os juros cobrados pelas instituições financeiras para conceder financiamentos. 

O que se deve saber antes de comprar um imóvel?

Antes de comprar um imóvel, é importante saber quais são suas opções. Faça uma boa pesquisa. Não apenas para conhecer melhor o mercado e encontrar um preço mais justo, mas também para conhecer diferentes regiões, cidades e bairros. Às vezes, só por mudar de cidade, você já consegue um preço melhor, sem necessariamente ter de alterar a distância do imóvel até seu trabalho, por exemplo. 

Também verifique as condições do lugar. Lembre-se que você vai morar ali por um bom tempo. Antes de fechar negócio, visite o imóvel de dia e de noite para ter certeza da segurança do imóvel. 

Quanto é necessário dar de entrada para comprar uma casa?

Para dar entrada numa casa ou apartamento é necessário, ao menos, 10% do valor total do imóvel, se o financiamento for com amortização pelo SAC (Sistema de Amortização Constante) ou Sacre (Sistema de Amortização Crescente). Essas categorias têm prestações maiores no início do contrato e vão diminuindo à medida que o financiamento vai sendo quitado. Como a amortização é mais veloz, são cobrados menos juros. 

Se o comprador optar por outro tipo de amortização, com prestações praticamente fixas, a entrada precisa ser de, no mínimo, 20% o valor total do imóvel.

Quanto tempo demora para comprar um imóvel à vista?

O tempo que demora para comprar um imóvel à vista é quase o mesmo do que leva a compra com financiamento, com a diferença apenas do tempo da liberação do crédito, que pode levar cerca de um mês. 

É importante que o comprador conte com a intermediação de uma boa imobiliária que vai ajudá-lo a levantar a documentação necessária para se certificar de que está tudo em ordem com o imóvel. O ideal é exigir as certidões negativas de débito e de questões judiciais referentes ao imóvel e verificar se o vendedor também não tem nenhuma pendência que pode comprometer a venda. O tempo para levantar toda a documentação e cumprir toda a burocracia varia de caso a caso, mas espere que leve até três meses para resolver tudo. 

Agora se o comprador vai começar a juntar dinheiro para fazer a compra, o prazo para conseguir o montante, provavelmente, será menor do que o tempo que levaria para pagar o financiamento. Quando o proprietário faz um financiamento, ele recebe o valor da instituição financeira como se fosse pagar à vista e paga em parcelas acrescidas de juros. Se o comprador decide comprar à vista, ele não vai pagar esses juros, pelo contrário, ele pode ir guardando o dinheiro equivalente às parcelas em uma aplicação que renda juros para ele e assim chegar ao valor total antes.

Você gostou deste conteúdo?

Subscreva a nossa newsletter para receber aconselhamento financeiro todos os meses.